870: Uma notícia falsa pode destruir o mundo?

“… Ostensivamente, este grupo decidiu ignorar os chefes de Estado e de governo do restante G20 (as maiores economias do planeta), incluindo líderes de grandes democracias: África do Sul, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Brasil, México, China, Índia, Indonésia e Turquia (para não falar da Rússia) ficaram de fora de uma discussão que, basicamente, tinha este tema: “Vamos, ou não, para a guerra com a Rússia?…””

Por considerar lixo tóxico as crónicas deste autor, não se publica o artigo que pode ser lido, a quem interessar, na sua origem. Mas apelidar de “grandes democracias” a países como Brasil, China, Rússia, etc. (apenas faltou mencionar Coreia do Norte, Cuba, Venezuela…), é significativo de um certo tipo de demência política que o cronista emprega na defesa dos seus ideais comunas. Enfim… siga o baile!

OPINIÃO

Diário de Notícias
23 Novembro 2022 — 00:15



 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

11 − 4 =