87: Putin “está doido” e humilha ministro em público

  • 2 semanas 
  • 3Minutes
  • 482Words
  • 15Views

 

– Só agora é que deram por isso, quase ao fim de doze meses da invasão russonazi 🇷🇺☠️卐☠️🇷🇺 do putinofantoche e seus amestrados? Um demente psicótico a governar um estado terrorista nazi 🇷🇺☠️卐☠️🇷🇺 é um perigo para a Humanidade!

🇷🇺 A RÚSSIA ☠️卐☠️ É UM ESTADO PÁRIA, TERRORISTA, ASSASSINO, LADRÃO, GENOCIDA, VIOLADOR 🇷🇺

🇺🇦 A UCRÂNIA É DOS UCRANIANOS 🇺🇦,
NÃO É DOS RUSSONAZIS
🇷🇺☠️卐☠️🇷🇺

🇷🇺 RUSSONAZIS ☠️卐☠️ // PSICOPATAS // UNIÃO ZOVIÉTICA 🇷🇺

published in: 2 semanas 

Numa vídeo-chamada pública, presidente da Rússia disse a vice-primeiro-ministro que ele anda a “brincar”.

Vladimir Putin não hesitou em rebaixar um vice-primeiro-ministro da Rússia, mesmo sabendo que estava em vídeo-chamada pública.

Numa conversa com Denis Manturov, transmitida pela agência RIA Novosti, o presidente da Rússia disse que o vice-primeiro-ministro anda a “brincar” em vez de trabalhar.

Putin, relata o jornal Observador, estava a falar sobre os contratos quer fechar com a transportadora aérea estatal Aeroflot; contratos que ainda não estão fechados, terminou Putin.

“Então? Quando é que isto fica fechado? Não estou a ver contratos nenhuns! Porque é que anda a brincar com isto? Quando é que os contratos vão estar assinados?”, questionou Vladimir Putin.

O presidente falava, gesticulava, irritado. Durante quase um minuto – e Manturov ficava quieto e calado. A transmissão não mostrou se o ministro respondeu.

A partir de agora, Denis Manturov tem um mês para fechar os contratos em questão.

Os outros participantes nesta conversa por vídeo não falaram durante o “recado” de Putin.

“Putin doido”

A China tem sido vista como um país próximo da Rússia (há muito tempo) mas nem todos os governantes chineses estarão de acordo com a guerra.

O jornal Financial Times relata que um membro do Governo chinês, que preferiu manter o anonimato, disse mesmo que “Putin está doido”.

O mesmo oficial acrescentou: “Esta invasão à Ucrânia foi uma decisão tomada por um grupo muito pequeno de pessoas. A China não deve seguir o exemplo da Rússia”.

Pelo menos cinco altos responsáveis chineses explicam que o Governo liderado por Xi Jinping já ficou de “pé atrás” em relação à Rússia desde o primeiro dia da guerra na Ucrânia. Não sabia e não esperava este ataque; só soube depois do anúncio oficial de Putin na madrugada de 24 de Fevereiro.

Aliás, a indicação que Xi Jinping tinha de Putin era que a Rússia só iria agir militarmente se os “separatistas do leste ucraniano” atacassem a Rússia e causassem “desastres humanitários”.

Nuno Teixeira da Silva, ZAP //
12 Janeiro, 2023

 



 

 15 total views,  1 views today

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *