102: Navalny examinado por médico na prisão após carta aberta a Putin

  • 3 semanas 
  • 3Minutes
  • 591Words
  • 18Views

 

– “… Os médicos lembram também que Putin é o fiador da Constituição russa que, no seu artigo 41 estipula que “todo cidadão”, inclusive os presos, tem direito a assistência médica.

O putinofantoche russonazi 🇷🇺☠️卐☠️🇷🇺 terrorista está-se cagando para os Direitos Humanos, para as leis internacionais, para a ONU e para tudo que seja contra ele.

NAVALNY // ANTI-RUSSONAZI // SAÚDE

published in: 3 semanas 

Líder da oposição russa foi examinado depois de centenas de médicos terem denunciado o seu estado precário numa carta aberta ao presidente Vladimir Putin. “Não podemos e não temos o direito de assistir de braços cruzados como a saúde do político Alexei Navalny é conscientemente prejudicada”, declararam.

© Alexander NEMENOV / AFP

O líder da oposição russa, Alexei Navalny, foi examinado por um médico na prisão, depois de centenas clínicos terem denunciado o seu estado precário numa carta aberta ao presidente Vladimir Putin, divulgou esta sexta-feira o advogado do político.

O exame foi realizado pelo chefe do hospital da prisão número 03 da cidade de Vladimir, onde o opositor esteve internado durante a greve de fome de 2021, explicou o advogado através da rede social Twitter.

Vadim Kobzev especificou que o seu cliente não recebeu nenhum medicamento, excepto os antibióticos que lhe foram administrados no dia anterior, quando o seu estado — febre e tosse – melhorou ligeiramente.

Centenas de médicos assinaram esta semana uma carta aberta dirigida a Putin para impedir os abusos na prisão contra Navalny, que adoeceu após ser novamente punido por mau comportamento.

“Exigimos que seja examinado por médicos civis e, em caso de sintomas, que seja hospitalizado para exames e tratamentos completos”, destaca a missiva.

Os médicos alertam “ser claro” que “do ponto de vista médico, Alexei não está a receber cuidados médicos suficientes e seu confinamento na cela de castigo é absolutamente contra-indicado para a sua condição”.

“Não podemos e não temos o direito de assistir de braços cruzados como a saúde do político Alexei Navalny é conscientemente prejudicada”, salientam ainda.

Para os clínicos, a “recusa dos representantes dos serviços prisionais em fornecer a Navalny os medicamentos necessários representa uma ameaça directa à sua vida”.

Os médicos lembram também que Putin é o fiador da Constituição russa que, no seu artigo 41 estipula que “todo cidadão”, inclusive os presos, tem direito a assistência médica.

Navalny, que já foi punido dez vezes desde que chegou à prisão número 06 na região de Vladimir em 2021, garantiu no Telegram que foi encaminhado para a cela de castigo em dia 31 de Dezembro, por tratar da sua higiene fora de horas.

O opositor, de 46 anos, agraciado com o Prémio Sakharov do Parlamento Europeu no ano passado, considera que o objectivo dos serviços prisionais é adoecer os reclusos para que estes não tenham outra alternativa senão colaborar.

A justiça russa rejeitou um recurso dos advogados de Navalny em Novembro e confirmou a sentença de nove anos de prisão imposta por fraude e desacato.

Diário de Notícias
DN/Lusa
13 Janeiro 2023 — 22:11

 



 

 19 total views,  1 views today

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *