216: Alemanha confirma entrega de tanques Leopard à Ucrânia

  • 3 dias 
  • 5Minutes
  • 1061Words
  • 11Views

 

🇺🇦 SLAVA UKRAYINI 🇺🇦
🇩🇪 ALEMANHA // 🇺🇦 UCRÂNIA // LEOPARD 2

Berlim vai fornecer 14 tanques Leopard 2 a Kiev e concede autorização a outros países para que possam enviar este tipo veículos à Ucrânia. Ministro da Defesa alemão disse que os tanques podem estar operacionais em território ucraniano em cerca de três meses.

Um tanque Leopard 2 do exército alemão durante um exercício militar da NATO
© EPA/FOCKE STRANGMANN

Alemanha aprovou esta quarta-feira a entrega de tanques Leopard 2 à Ucrânia, após semanas de pressão para autorizar esta ajuda militar a Kiev no combate às forças russas.

Berlim vai fornecer 14 tanques Leopard 2 A6 ao exército ucraniano e concede autorização para que outros países europeus possam enviar este tipo de veículos a Kiev, disse o porta-voz do governo alemão, Steffen Hebestreit, em comunicado.

“O objectivo é reunir rapidamente dois batalhões com tanques Leopard 2 para a Ucrânia”, informou.

“Esta decisão segue a nossa linha conhecida de apoiar a Ucrânia da melhor maneira possível. Actuamos internacionalmente de maneira altamente coordenada”, declarou o chanceler alemão, Olaf Scholz, citado pelo porta-voz Steffen Hebestreit.

Em comunicado, o governo alemão declarou que, inicialmente, fornecerá à Ucrânia 14 dos seus tanques Leopard 2 A6. A Alemanha e os seus aliados deverão fornecer ao exército ucraniano um total de 88 tanques.

O ministro da Defesa alemão, citado pela CNN International, disse que os tanques Leopard 2 podem estar operacionais na Ucrânia dentro de cerca três meses.

Boris Pistorius considerou que a decisão da Alemanha de enviar estes carros de combate foi “histórica”. É importante, no entanto, que “não nos tornemos parte da guerra”, alertou o ministro alemão.

Zelensky está “sinceramente grato” a Scholz e a “todos os amigos na Alemanha”

A decisão de Berlim surgiu após as autoridades dos EUA anunciarem que foi fechado um acordo preliminar para enviar tanques M1 Abrams a Kiev para ajudar a repelir as forças russas entrincheiradas no leste da Ucrânia.

Scholz insistiu que qualquer movimento para fornecer à Ucrânia os poderosos tanques Leopard 2 precisaria ser coordenado com os aliados da Alemanha, principalmente os Estados Unidos.

Ao conseguir que Washington comprometa alguns dos seus próprios tanques, Berlim espera dissipar o risco de qualquer reacção da Rússia.

O treino de soldados ucranianos começará rapidamente na Alemanha. Além disso, a Ucrânia receberá também um pacote que incluirá logística, munição e manutenção do sistema, acrescenta-se no comunicado.

O porta-voz alemão especificou ainda que a Alemanha emitirá as licenças de transferência correspondentes para os países parceiros que desejem entregar rapidamente os tanques Leopard 2 das suas reservas para a Ucrânia.

O presidente ucraniano manifestou-se “sinceramente grato” a Olaf Scholz e a “todos os amigos na Alemanha” pela decisão de autorizar o envio de tanques Leopard 2 a Kiev.

Numa mensagem publicada nas redes sociais, Volodymyr Zelensky afirmou que foi o próprio chanceler alemão quem lhe comunicou a decisão de autorizar o envio de tanques Leopard para o território ucraniano. “É uma decisão importante e oportuna”, considerou o presidente da Ucrânia.

“O primeiro passo sobre os tanques foi dado. A seguir a coligação de tanques. Precisamos de muitos Leopards “, afirmou, anteriormente, o chefe da administração presidencial da Ucrânia, Andriy Yermak, nas redes sociais, referindo-se a outros países que disseram que iriam também enviar os tanques com a aprovação de Berlim.

O primeiro-ministro da Polónia, Mateusz Morawiecki, também aplaudiu a decisão da Alemanha. Recorde-se que o país já tinha feito um pedido formal a Berlim para fornecer estes veículos de combate, de fabrico alemão, a Kiev.

“É um grande passo para deter a Rússia”, considerou o chefe de Governo polaco.

Rishi Sunak, primeiro-ministro britânico, considerou que o envio de tanques, de fabrico alemão, ao exército ucraniano é uma “decisão certa” dos aliados e parceiros da NATO.

Os tanques Leopard 2 vão “fortalecer o poder de fogo defensivo da Ucrânia”, sublinhou.

“Juntos, estamos a acelerar os nossos esforços para garantir que a Ucrânia vença esta guerra e assegure uma paz duradoura”, destacou o primeiro-ministro britânico nas mensagem divulgada no Twitter.

Tanques ocidentais “vão arder, como todos os outros”, diz Kremlin

Já esta quarta-feira o Kremlin fez saber que os tanques ocidentais “vão arder” se forem entregues à Ucrânia, tal como acontece com todos os outros. Uma posição tornada pública antes de a Alemanha confirmar a entrega dos tanques Leopard a Kiev.

– Ó basófias, refere-te aos teus tanques que foram destruídos na Ucrânia. Olha só: um inventário de 5.549 itens militares russos perdidos, 3.614 deles destruídos de forma definitiva. Foram capturados para uso, segundo o Oryx, 1.500 armamentos diversos. Só do modelo de tanque mais usado na guerra por Moscovo, versões do T-72, foram 555 baixas.11/09/2022“. E esta hein?

O Ocidente “super-estima o potencial que (os tanques) podem dar ao Exército ucraniano”, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov. “Esses tanques vão arder, como todos os outros. São muito caros”, frisou.

Esta semana, Peskov afirmou que um eventual fornecimento de tanques alemães à Ucrânia – agora confirmado – não traria “nada de bom” quanto ao futuro da relação entre Berlim e Moscovo.

O porta-voz do Kremlin disse, anteriormente, que as armas ocidentais entregues à Ucrânia vão servir apenas para prolongar o conflito e o sofrimento dos civis ucranianos.

Diário de Notícias
DN/AFP/Lusa
25 Janeiro 2023 — 12:17



 

published in: 3 dias 

 

 11 total views,  1 views today

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *