541: Já nem na Google Play Store estamos a salvo! Novo malware tenta roubar dados bancários

TECNOLOGIA/GOOGLE PLAY STORE/ANDROID/MALWARE

A Play Store da Google deveria ser uma área segura e que deveria trazer segurança aos utilizadores do Android. Na verdade, esta loja de apps tem sido usada para espalhar malware, que afecta a segurança dos utilizadores.

A mais recente campanha está a atacar e a fazer estragos, de uma forma simples. Esta loja serve de porta de entrada para o malware e deixa os utilizadores vulneráveis, sendo depois usada para roubar dados bancários, com todo o prejuízo associado.

Agora é a Play Store a porta de entrada

Esta nova campanha de ataque no Android tem estado a ganhar força e a fazer cada vez mais vítimas, fruto de uma falta de atenção. A porta de entrada é a Play Store do Android e abre caminho para que os dados dos utilizadores sejam roubados.

Este deveria ser um ponto seguro deste ecossistema, mas a verdade é que cada vez mais a Play Store é usada de forma a permitir os ataques. No caso concreto desta nova ameaça, tudo começa com as normais apps que aparentemente são inócuas e que depois se revelam um vector de ataque.

Malware não larga o Android

A falha vem mesmo das permissões que são pedidas e que abrem a porta à instalação de novas apps, estas, sim, com as cargas maliciosas e que deixam os utilizadores vulneráveis. Apesar de ser uma simples app, é imediatamente pedido que seja autorizada a instalação de novas apps (REQUEST_INSTALL_PACKAGES), algo que muitos autorizam de forma directa.

Com esta autorização dada, a app maliciosa depressa comunica com a sua fonte e traz uma actualização infectada com malware. Nas versões mais recentes do Android, mais resistentes a estes ataques, o malware disfarça-se da loja da Google recorrendo a uma simples página web.

Apps que a Google deixou passar

Com este malware presente no Android, o acesso a mensagens 2FA e outras autenticações ficam expostas e o roubo dos dados acontece. Os alvos são as apps bancárias e similares, sendo depois aberta a porta a muitos problemas, como já aconteceu no passado. As apps até agora identificadas estão abaixo:

  • Recover Audio, Images & Videos – 100.000 downloads
  • Zetter Authentication – 10.000 downloads
  • My Finances Tracker – 1.000 downloads

Este malware está a ser marcado com o nome SharkBot e Vultur, com campanhas dirigidas a utilizadores nos principais países europeus. Este é um problema grande e que deixa dúvidas sobre a forma como a Play Store da Google funciona. Não é uma entrada directa do malware, mas é o veículo usado pelos atacantes para deixar os utilizadores mais distraídos vulneráveis.

Pplware
Autor: Pedro Simões
01 Nov 2022



 

305: Há boas notícias para quem espera a MIUI 14 no seu smartphone Xiaomi, Redmi ou POCO

TECNOLOGIA/XIAOMI/ANDROID 14/MIUI 14

Com o Android 13 lançado e a ser já usado por alguns smartphones, é hora da Xiaomi olhar à sua MIUI 14 e preparar a sue chegada. Sabemos que esta nova versão está já a ser preparada e até testada em alguns smartphones da marca.

Estas avaliações, ainda que internas à marca, mostram que o caminho está traçado. A lista dos equipamentos que vão receber esta versão tem sido descoberta de forma progressiva e agora há uma nova lista. Venha ver as boas notícias para quem espera a MIUI 14 e perceber se o seu smartphone Xiaomi terá acesso.

Ainda estamos longe de ver chegar uma versão pública da MIUI 14, com todas as suas novidades. A Xiaomi estará ainda a terminar esta sua personalização do Android e a adaptá-la a todos os diferentes equipamentos onde irá ser usada.

A lista dos smartphones que vão receber esta nova versão ainda não é oficialmente conhecida, mas vão surgindo informações sobre modelos que estão a ser suportados. Assim, esta é uma lista que cresce de forma permanente, sempre com novos equipamentos.

A lista acima inclui todos os smartphones que à data de hoje se sabem vir a suportar a MIUI 14 e que assim vão ter acesso a todas as novidades da Google para o Android 13. A somar a isso, vai ainda haver adições da marca, especificas desta versão.

Claro que a Xiaomi não se limitará a trazer a MIUI 14 para os smartphones lançados em nome da sua marca. As suas restantes linhas vão também ter acesso a esta nova versão da sua personalização e assim receber todas as novidades.

Smartphones Redmi compatíveis com a MIUI 14

  • Redmi Note 11
  • Redmi Note 11 5G
  • Redmi Note 11 SE
  • Redmi Note 11 4G
  • Redmi Note 11T 5G
  • Redmi Note 11 Pro 5G
  • Redmi Note 11 Pro+ 5G
  • Redmi Note 11S
  • Redmi Note 11S 5G
  • Redmi Note 11 Pro 4G
  • Redmi Note 10 Pro
  • Redmi Note 10 Pro Max
  • Redmi Note 10
  • Redmi Note 10S
  • Redmi Note 10 Lite
  • Redmi Note 10 5G
  • Redmi Note 10T 5G
  • Redmi Note 10T Japan
  • Redmi Note 10 Pro 5G
  • Redmi Note 9 4G
  • Redmi Note 9 5G
  • Redmi Note 9T 5G
  • Redmi Note 9 Pro 5G
  • Redmi K50
  • Redmi K50 Pro
  • Redmi K50 Gaming
  • Redmi K50i
  • Redmi K50i Pro
  • Redmi K50S
  • Redmi K50S Pro
  • Redmi K40S
  • Redmi K40 Pro
  • Redmi K40 Pro+
  • Redmi K40
  • Redmi K40 Gaming
  • Redmi K30S Ultra
  • Redmi K30 Ultra
  • Redmi K30 4G
  • Redmi K30 Pro
  • Redmi Note 8 (2021)
  • Redmi 10C
  • Redmi 10A
  • Redmi 10 Power
  • Redmi 10
  • Redmi 10 5G
  • Redmi 10 Prime+ 5G
  • Redmi 10 (India)
  • Redmi 10 Prime
  • Redmi 10 Prime 2022
  • Redmi 10 2022
  • Redmi 9T
  • Redmi 9 Power
  • Redmi Note 11E
  • Redmi Note 11E Pro
  • Redmi Note 11T Pro
  • Redmi Note 11T Pro+

Smartphones POCO compatíveis com a MIUI 14

A lista acima revela os smartphones onde irá ser possível ter a MIUI 14 instalada e a correr, com todas as melhorias que o Android 13 e a personalização vão agregar. Ainda não existe uma data para a apresentação desta novidade, mas a Xiaomi certamente mostrará novidades em breve.

Pplware
Autor: Pedro Simões
20 Set 2022



 

102: Dica: Não pode usar o Wi-Fi para partilhar a Internet no Android? Tem aqui a solução

TECNOLOGIA/ANDROID/WI-FI

Uma das opções mais interessantes do Android, e também de outros sistemas, é a possibilidade de partilhar o acesso à Internet. De forma rápida e directa, qualquer dispositivo se pode ligar a esta rede através do smartphone.

Por norma, esta partilha é feita com uma rede Si-Fi, mas existem outras formas tão simples como esta. Vejam assim como pode partilhar a Internet no Android se não pode usar o Wi-Fi. Basta um simples cabo USB.

É através do smartphone que muitos utilizadores conseguem garantir o acesso à Internet em qualquer lugar e a qualquer equipamento. A conhecida partilha acontece rapidamente e basta activar uma opção no Android ou outro sistema operativo.

Se por norma é usada uma ligação Wi-Fi, nem sempre tal é possível. O utilizador pode querer limitar essa partilha ou aumentar a velocidade. Para isso, existe uma alternativa, via USB, e que pode ser usada com a mesma simplicidade que a anterior.

Esta não está activa de forma nativa, mas rapidamente é ligada. De preferência, devem ligar antes o cabo USB ao PC e ao smartphone. Comecem por abrir as Definições do Android e depois procurem, no início, a opção Ligação e partilha, ou algo similar.

De seguida, e também no topo desta nova área, devem encontrar a opção Hotspot pessoal, para activarem a opção que procuram. Ao abrirem esta área vão ver maioritariamente opções associadas ao Wi-Fi, mas o que procuram está mais abaixo, na zona Tethering.

Esta partilha poderá ser feita por Bluetooth ou por USB. Deve ser esta última a escolhida, o que fará activar de imediato a ligação à Internet no dispositivo onde o cabo estiver ligado. Neste momento, a ligação à Internet acontece através do Android.

É desta forma simples que podem ligar o smartphone ao PC e ter assim acesso directo à Internet, sem partilha ou sem ligar outros dispositivos. É uma opção que podem explorar e assim ter garantidas as melhores velocidades de acesso, recorrendo ao smartphone.

Pplware
Autor: Pedro Simões
22 Ago 2022