761: PCP está a ser “queimado em lume brando” e devia “corrigir” posição sobre Ucrânia

– O PZP está a ser queimado em lume brando por única e exclusiva responsabilidade dos seus dirigentes e ponto final. Porque pelos vistos e tendo em conta a sua actuação ao longo dos anos, existe subserviência à Federação Russa (antes URSS), mesmo que jurem a pés juntos que não, é falso! E depois existem os cronistas da ordem que escrevem artigos impregnados de lixívia a fim de branquearem certo tipo de situações. Tal e qual os dirigentes russonazis ☠️卐☠️ em ordem à invasão e guerra com que atacaram, invadiram e assassinam milhares de civis indefesos de todas as idades, num país soberano, a Ucrânia. Mas a Ucrânia, para os comunas tugas não existe, perfilhando a mesma ideia dos russonazis ☠️卐☠️ putineiros.

OPINIÃO

O antigo secretário-geral da CGTP Arménio Carlos defendeu que o PCP deve “corrigir” a sua posição em relação à guerra na Ucrânia.

Rodrigo Antunes / Lusa
O ex-secretário-geral da CGTP-IN, Arménio Carlos

A posição do Partido Comunista Português (PCP) em relação à guerra na Ucrânia é polémica desde o primeiro dia. Inicialmente, o PCP recusou condenar a Rússia pelo ataque à Ucrânia, embora todos os partidos já o tivessem feito.

Em Março, os comunistas votaram contra a resolução do Parlamento Europeu a condenar a invasão russa. Mais tarde, pela voz de João Oliveira, o partido acabou por reconhecer a invasão, mas acusou Volodymyr Zelensky de incorporar nazis nas Forças Armadas.

Uma série de eventos sucederam, com os comunistas a nunca serem muito incisivos na sua condenação das acções de Vladimir Putin. Em entrevista ao programa Hora da Verdade, do Público e Rádio Renascença, Arménio Carlos lamenta ver o PCP “queimar em lume brando” por não ter respondido directamente à questão sobre se houve ou não invasão da Ucrânia pela Rússia.

“Como militante de base eu tenho esta opinião, que expressei há muitos meses. Continuo a expressar, porque aquilo que eu sinto, aquilo que me dói, aquilo que me custa, é que na sociedade portuguesa, com esta situação, o Partido Comunista continua a ser queimado em lume brando.

É isso que eu não quero, porque não é isso que está na origem das posições do partido. O partido sempre foi contra a guerra, pela paz”, disse o sindicalista.

Com a chegada de Paulo Raimundo ao poder, o antigo secretário-geral da CGTP desafia até o partido a “corrigir” a sua posição.

“Acho que, neste momento, o partido só ganhará…Porque isto é assim. Quando alguma coisa não corre bem, nós também temos que dizer: não correu bem, não era aquilo que pensávamos, corrigir. Acho que o partido devia fazer isso”, aconselhou o antigo secretário-geral da CGTP.

Segundo Arménio Carlos, o partido “tem uma posição correta” sobre aquilo que levou à guerra, mas “o problema de fundo não é esse”.

“O problema de fundo é não se responder de uma forma objectiva a uma pergunta que foi feita: se houve ou não houve invasão na Ucrânia”, atirou.

Arménio Carlos salienta que, nas suas últimas intervenções, Paulo Raimundo “já deu mais algumas nuances” sobre a condenação da invasão russa.

O novo secretário-geral do PCP assumiu que a posição do partido quanto à guerra na Ucrânia é “simples e simultaneamente complexa”. Mas mantém o discurso habitual, frisando que a Rússia é um “cão atiçado” por EUA, NATO e União Europeia.

“Não há dúvida de que há uma intervenção militar russa na Ucrânia” que o PCP “não relativiza”, começa por notar Raimundo, antes de recorrer a uma história de infância para ilustrar que o Kremlin foi instigado.

“Tenho um amigo de infância e – miúdos de seis, sete anos – ele tinha um cachorrinho. Então a brincadeira que se montou – que era uma coisa completamente absurda – era três crianças que à vez atiçavam o cão.

Quando o cão vinha para morder gritavam e o cão, coitado, baixava… Esse meu amigo, que era o dono do cão, quando foi a vez dele de fazer esse movimento de atiçar o cão, o cão deu-lhe 20 e tal dentadas. Ao dono! E a pergunta é: a culpa é do cão? O cão é culpado desse ato?”, questionou Paulo Raimundo.

ZAP //
7 Novembro, 2022