794: Sogra, marido, genro, filho, nora e enteado. Família lucrou 600 mil euros com a Câmara de Cascais

– E para fechar o dia – que hoje já é Sábado -, uma notícia sobre gente ónesta, trabalhadeira e imaculada

CASCAIS/AJUSTES DIRECTOS/FAMÍLIAS

A Câmara Municipal de Cascais fechou mais de uma dezena de negócios, a maioria por ajuste directo, com uma empresa fundada pelo marido da ex-adjunta de Carlos Carreiras, o actual autarca do município cascalense.

Mário Cruz / Lusa
Carlos Carreiras, presidente da Câmara de Cascais

Os contratos, dez por ajuste directo e cinco por consulta prévia, envolveram um montante global de cerca de 600 mil euros, detalha a CNN Portugal.

Em causa está a empresa DualAlarm – Sistemas de Segurança Lda, fundada em 2011 por António Manuel Agostinho Garcia, casado com Maria do Céu Garcia, antiga adjunta de Carlos Carreiras.

A sogra, o marido, o genro, o filho, a nora e o enteado de Maria do Céu estão envolvidos nos negócios.

Os 15 contratos celebrados entre a DualAlarm e a Câmara Municipal de Cascais estenderam-se de 2012 até 2022. A empresa que fornece, instala e faz a manutenção de sistemas de vigilância ganhou 583.064,70 euros.

Em resposta à estação televisiva, a Câmara de Cascais sublinha que não sabe de “qualquer incompatibilidade” nos contratos celebrados, garantindo que cumpriu a legislação em vigor. Maria do Céu Garcia também nega “qualquer intervenção em decisões do município” relacionadas com os seus familiares.

Três dos contratos foram celebrados quando Maria do Céu ainda era adjunta de Carlos Carreiras, segundo o Portal Base.

A nora de Maria do Céu, Catarina Mona, também deteve cargos na Câmara Municipal de Cascais.

Também a empresa do genro de Maria do Céu assinou três contratos por ajuste directo por serviços de consultoria aeronáutica com a empresa municipal Cascais Dinâmica, que gere o aeródromo de Tires e onde Maria do Céu Garcia é administradora executiva, explica a CNN Portugal. A Câmara Municipal de Cascais nega ter existido favorecimento familiar.

A Cascais Dinâmica é ainda acusada de privilegiar a empresa de aviação privada Valair – Aviação, Lda, onde trabalha o seu filho José Garcia, num dos hangares do Aeródromo de Tires.

ZAP //
18 Novembro, 2022