191: Agência Europeia de Medicamentos alerta para possíveis novas variantes da covid-19 no inverno

SAÚDE PÚBLICA/PANDEMIA/COVID-19/NOVAS VARIANTES

A União Europeia vai lançar uma campanha de doses de reforço da vacina contra a covid-19 adaptadas à variante Ómicron. A Agência Europeia de Medicamentos garante que as vacinas protegem a população das formas graves da doença.

© Carlos Alberto / Global Imagens

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) alertou esta sexta-feira que novas variantes do coronavírus podem aparecer durante o inverno, mas garantiu que as vacinas protegerão a população contra as formas graves da doença.

Diante da perspectiva de uma nova onda de contágios antes do final do ano, a União Europeia prepara-se para lançar uma campanha de doses de reforço da vacina contra a covid-19.

Esta campanha será realizada com vacinas adaptadas – que a EMA aprovou na quinta-feira – para a variante Ómicron e com aquelas desenvolvidas contra a primeira variante do vírus, que apareceu pela primeira vez na China em 2019, detalhou a EMA.

Mas “as pessoas não devem esperar por uma vacina específica”, assumiu o chefe da estratégia de vacinação da EMA, Marco Cavaleri. “Pode haver uma nova variante emergente que hoje não podemos prever”, acrescentou.

A EMA aprovou na quinta-feira as vacinas da Pfizer/BioNTech e da Moderna contra a sub-variante Ómicron BA.1.

Em meados de Setembro, espera-se também a aprovação de uma nova vacina da Pfizer contra as sub-variantes BA.4 e BA.5 da Ómicron.

Essas vacinas adaptadas à Ómicron seriam reservadas principalmente para as pessoas mais vulneráveis, como idosos, grávidas e trabalhadores do sector de saúde, sublinhou Cavaleri.

Por outro lado, não está “excluído” que novas variantes mais próximas Ómicron surjam neste inverno, disse a instituição.

Diário de Notícias
DN/AFP
02 Setembro 2022 — 18:02