139: Informação diária 17.01.2023

Inicia-se hoje, 17.01.2023, um novo tipo de intervenção neste Blogue, onde serão apenas publicados os títulos das notícias com um link que os remete directamente para a fonte.

Outras notícias, consideradas úteis, continuarão a ser publicadas na íntegra.

Medina rejeita necessidade de novo aumento dos salários este ano

O ministro das Finanças falou em “boas notícias” no que se refere aos receios de recessão na Europa após a reunião do Conselho de Assuntos Económicos e Financeiros (Ecofin). Fernando Medina rejeitou a necessidade de novo aumento de salários em 2023.

IRS, contribuições sociais e ADSE absorvem aumento de 104 euros no Estado

Um trabalhador que vá ganhar 861,23 euros brutos recebe 650 euros, abaixo do salário mínimo líquido. Valorização real é de 40 euros. Penalização foi denunciada pela FESAP.

Depressão Fien traz frio polar e chuva nos próximos dias

De acordo com o IPMA, prevê-se para esta terça-feira a queda de neve acima dos 800/1100 metros de altitude no Norte e Centro do país e a intensificação do vento, com rajadas que em algumas regiões poderão atingir os 120 quilómetros por hora.

Conselheiro presidencial demite-se por ter admitido papel da defesa aérea em Dnipro

Aleksey Arestovich demitiu-se após assumir ter feito “um erro fundamental” face a destruição de um edifício residencial em Dnipro.

Rússia vai pôr militares em regiões anexadas e perto da Finlândia

Segundo a agência oficial russa TASS, as forças armadas russas contam actualmente com dois milhões de efectivos, dos quais 1.150.628 são militares.

Albuquerque: declarações sobre favorecimentos a grupos económicos são “especulações”

Presidente do governo regional diz que não quer saber de “especulações, opiniões sobre o passado, novelas”.

Vodafone vai aumentar os preços já a 1 de Março de 2023

É cliente Vodafone? O aumento de preços está a acontecer em vários segmentos da sociedade. A culpa é da COVID-19, da guerra entre a Rússia e a Ucrânia e da inflação, que têm obrigado as empresas a redefinir estratégias.

Prostituição de grávidas dispara em Portugal. Há mulheres a ganhar 5.000 euros por dia

A procura por prostitutas grávidas tem crescido em Portugal e a falta de oferta faz os preços disparar. Há mulheres que atendem 10 homens por dia e que conseguem ganhar 5000 mil euros diários com serviços sexuais.

17.01.2023



 

 17 total views