568: Pfizer/BioNTech. Vai ser testada vacina combinada contra a covid-19 e gripe

SAÚDE PÚBLICA/VACINAS/COVID-19/GRIPE

Os ensaios de fase 1 da vacina combinada contra a covid-19 e a gripe do consórcio Pfizer/BioNTech vai decorrer nos EUA e irá envolver 180 voluntários.

© JUSTIN LANE/EPA

O consórcio Pfizer/BioNTech anunciou esta quinta-feira que vai começar a testar esta semana uma vacina combinada contra o SARS-CoV-2, responsável pela covid-19, e a gripe, o que poderá abrir caminho para uma melhor absorção de inoculação para ambas as doenças.

As duas empresas afirmaram, em comunicado, que a vacina em causa é de dose única e resulta de uma combinação da vacina contra a gripe baseada em RNA mensageiro (mRNA) ​​​​da Pfizer e da de reforço contra a covid-19 adaptada à variante Ómicron, desenvolvida pelas duas empresas.

Os testes de fase 1 vão ocorrer nos Estados Unidos e está previsto que participem 180 voluntários, dos 18 aos 64 anos. O primeiro participante deste estudo vai ser imunizado esta semana. “O período de acompanhamento para cada participante será de um total de seis meses”, explica o consórcio.

A responsável pelo desenvolvimento de vacinas da farmacêutica norte-americana Pfizer, Annaliesa Anderson, afirmou que a vacina combinada “poderá simplificar as práticas de imunização contra estes dois patógenos respiratórios, levando potencialmente a uma melhor aceitação da vacina para ambas as doenças”.

“Mesmo com as vacinas contra a gripe sazonal existentes, a carga deste vírus é grave em todo o mundo, causando milhares de mortes e hospitalizações todos os anos”, destacou a responsável.

O CEO e co-fundador da alemã BioNTech, Ugur Sahin, indicou que o objectivo é disponibilizar “uma maneira eficiente de receber imunização contra as duas doenças respiratórias graves com vírus em evolução, que exigem adaptação à vacina”.

Recorde-se que a Pfizer e o seu parceiro alemão BioNTech desenvolveram uma das vacinas mais utilizadas para combater a covid-19.

Os fabricantes das vacinas Moderna e Novavax também estão a testar inoculações combinadas contra covid-19 e gripe.

Diário de Notícias
DN/AFP
03 Novembro 2022 — 12:28