12: 29 de Junho de 2022 foi o dia mais curto da história do planeta Terra

CIÊNCIA/PLANETA TERRA

O planeta completou uma rotação, que era suposto durar 24 horas, em menos 1,59 milissegundos. Foi batido o registo de 19 de Julho de 2020 (-1,47 milissegundos).

A 29 de Junho de 2022, a Terra completou uma volta sobre si própria em menos 1,59 milissegundos – cada milissegundo corresponde a 0,001 segundos – do que as 24 horas previstas, batendo assim a mais recente de uma série de recordes de velocidade desde 2020. A revelação foi feita por um estudo do portal timeanddate, utilizando dados do Serviço Internacional de Sistemas de Referência e Rotação da Terra (IERS, na sigla em inglês).

De uma forma geral, a rotação da Terra está a reduzir de velocidade. Em média, a cada século o planeta leva alguns milissegundos ou mais para completar uma rotação, mas a velocidade da rotação vai flutuando todos os dias.

Os relógios atómicos para fazer medições diárias são utilizados desde a década de 1960, mas no final de 2020 o timeanddate informou que a Terra teve nesse ano os seus 28 dias mais curtos desde que há registos, sendo que o mais curto de todos foi em 19 de Julho, uma vez que teve menos 1,47 milissegundos.

A Terra continuou a girar rapidamente em 2021, mas o recorde não foi batido.

A 29 de Junho, a Terra bateu esse recorde (-1,59 milissegundos) e esteve perto de o voltar a bater a 26 de Julho, num dia que teve menos 1,50 milissegundos.

De acordo com o timeanddate, o recente aumento de velocidade do planeta pode estar relacionado a processos nas camadas internas ou externas da Terra, oceanos, marés ou mesmo clima. O facto de os dias mais curtos serem no final de Junho ou em Julho tem que ver com os movimentos na atmosfera na Terra.

Diário de Notícias
DN
03 Agosto 2022 — 14:09